CMDCA

IX Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Palhoça – realizada no dia 10/11/2011

No dia 10 de novembro de 2011, aconteceu a IX Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Palhoça.
Foram mais de 8 horas de estudos, conversas e aprendizado em busca de compreender e deliberar a respeito das Políticas Públicas relacionadas à criança e ao Adolescente.

Cerca de 60% do público presente era composta por adolescentes de Palhoça, especialmente das comunidades do Frei Damião, Brejarú e Jardim Laranjeiras.

Palhoça tem, aproximadamente 137.000 habitantes, ali estavam representados 0,06 % desta população, ou seja, cerca de 80 pessoas entre profissionais, Organizações Sociais, Programas e Projetos do Governo, cidadãos e adolescentes, se dispuseram a dedicar um pouco do tempo para ter a criança e do adolescente como prioridades absolutas em suas vidas, ao menos naquele momento.

Foram momentos ricos de conhecimento e trocas fundamentais, onde os adolescentes puderam se expressar, colocaram seus pensamentos e angústias, seus desejos e sonhos.

Constou-se com a presença da Secretária de Assistência Social Arlene Marli Wagner da Silva que acompanhou a Conferência do início ao final e recebeu-se a visita do Comandante da Policia Militar de Palhoça Tenente Coronel Áureo Sandro Cardoso que foi acompanhado dos Coordenadores do Proerd.

Adolescentes do Jardim Laranjeiras entregaram um abaixo assinado reivindicando melhorias para o bairro e que o CMDCA fará os encaminhamentos.

Adolescentes do Frei Damião, solicitaram ao Comando da PM mais rondas, especialmente nos fins de semana, visto que a Escola já foi arrobada várias vezes, inclusive impedindo a realização de aulas.

O Promotor de Justiça da 1ª promotoria – Infância e Juventude de Palhoça – Aurélio Giacomelli da Silva e Sr. Amilton  – Diretor de Educação estiveram na abertura do evento.

Certamente que o público esperado era maior, mas o público que compareceu contribui significavamente para que as Palhoça tenha seu plano decenal e possa assim caminhar para que a criança e ao adolescente sejam prioridades absoluta de fato.

Sentiu a ausência de representantes do poder legislativo,do judiciários e das Escolas de Palhoça e sentiu-se essa falta porque certamente são fundamentais para que este Município comece a olhar e a fazer Políticas Públicas que tenha a criança e o adolescentes como protagonistas e buscando de realizar ações que realmente transformem a realidade.

Agradecimentos a Secretária de Assistência Social Arlene M W da Silva aos funcionários da Secretaria de Assistência Social, aos funcionários do Centro do Idoso de Palhoça, ao Asilo Santa Maria dos Anjos, Ao Tenente Coronel Áureo Sandro Cardoso  e Coordenadores do Proerd/Palhoça, a Reginalda P Cardoso, A Joicelane T Westphal, Adilson Miguel Raulino, Verônica e Som Livre.

Agradecimentos aos Jornais: Primeira Folha e Palavra Palhocense que auxiliaram na divulgação da IX Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Palhoça.

Agradecimentos especiais aos Membros do CMDCA, ao Sr. Dolvino A da Rosa,  a Secrectéria Executiva do CMDCA Flávia G Theisen e a Costa Sul Assessoria nas pessoas de Eluana e Cleverton que foram indispensáveis para que tudo estivesse funcionando e atingindo aos objetivos propostos.

Em breve disponibilizaremos o relatório da IX Conferência Municipal de Palhoça.

Clique nas fotos e veja um pouco mais da Conferência.

  

CMDCA

Entidades de Palhoça são premiadas pelo Instituto Guga Kuerten

Duas instituições de Palhoça foram premiadas no 9º Prêmio Instituto Guga Kuerten (IGK), na noite desta terça-feira, 16, a Pró-Crep  e a Associação Pró-Brejaru

Fotos N/A – do Jornal Palavra Palhocense on line.

Leia a matéria completa : Jornal Palavra Palhocense

 

 

Parabéns as entidades que tiveram seus esforços reconhecidos ao receberem a premiação.

CMDCA

Reunião Ordinária do CMDCA – Mês de Julho

C O N V O C A Ç Ã O

Todos os membros efetivos do CMDCA/Palhoça estão convocados e os membros suplentes estão convidados para reunião ordinária conforme segue:

Data: 20 de julho de 2011

Horário: 14:00 h

Local: Sala de reuniões da Secretaria de Assistência Social de Palhoça

OBS: As reuniões do CMDCA são abertas a todo aquele que dela desejar participar.

Maristela Truppel
Coordenadora Geral do CMDCA/Palhoça

CMDCA

CMDCA presente na VIII Conferência Municipal de Assistência Social de Palhoça

 

No dia 12 de julho aconteceu, em Palhoça, a VIII Conferência Municipal de Assistência Social e trouxe como tema ” Consolidar o SUAS e Valorizar seus trabalhadores”.
O CMDCA foi representando pela Coordenadora Maristela Truppel no período matutino e contou com  participação de Conselheiros durante do dia, entre eles: Elenita Clasen, Enedir de Bona, Daniela Bombazaro, Maria Cristina, Janaina, Suzana e a Secretária Executiva Flávia.

Entre os temas levado para discussão focou-se na necessidade de articulação dos Conselhos Municipais como espaço de construção democrática e consolidação da cidadania, capacitação dos equipes de trabalhadores do SUAS, criar mecanismos e estrategias de divulgação dos Serviços e benefícios, instalação de CRAS, bem como das equipes que atuam nestes espaços; ampliação do  financiamento próprio da Assistência Social entre outras propostas.

O evento contou com a presença de usuários, profissionais: técnico e trabalhadores, autoridades, entidades da sociedade civil e  de classe.

A palestra da Professora/Doutora Darlene trouxe elementos importantes para uma reflexão consciente e comprometida com um novo fazer da Assistência Social.

E o CMDCA compreende que é necessário e urgente que todos estejam impregnados pela vontade de querer transformar, olhando o ser humano como agente de sua própria realidade, onde o poder público, a sociedade civil organizada, os poderes legislativo e Judiciário sejam molas propulsoras desta transformação.

Iniciativas

6ª Conferência Municipal da Saúde de Palhoça

PARTICIPE!

O que são as conferências municipais?

As conferências municipais são espaços públicos e democráticos do qual participam a sociedade civil e governo com o objetivo de avaliar as políticas públicas e construir diretrizes ou orientações gerais para os próximos anos. As conferências são realizadas em âmbito municipal, estadual e federal e, na maior parte dos casos, uma etapa antecede a outra para que as avaliações e propostas municipais estejam representadas nas etapas posteriores.

Na medida em que diferentes atores políticos participam desses espaços, disputam visões de mundo e das políticas públicas, dialogam e constroem consensos, aumenta a co-responsabilidade de todos e todas em alcançar metas e prioridades estabelecidas.

As conferências devem estar integradas a um conjunto de ações que buscam democratizar as políticas públicas através da participação da sociedade civil e agentes públicos. Estes espaços são: os conselhos municipais, o Orçamento Participativo, as audiências públicas, plebiscitos e referendos, entre outros.

O acesso à informação é um direito de todos (as) os (as) munícipes e é responsabilidade do poder público garantir esse direito.

Fonte: http://www.embu.sp.gov.br/e-gov/secretaria/governo/?ver=333