PROVA e GABARITO OFICIAL Eleição Conselho Tutelar

O Conselho Municipal da Criança e do Adolescente e COMISSÃO ESPECIAL DE ELEIÇÃO, no uso das atribuições legais, juntamente com a  Faculdade Municipal de Palhoça (FMP), nos termos do Edital 001/2015, referente ao PROCESSO DE ESCOLHA UNIFICADO  DOS CONSELHEIROS TUTELARES DE PALHOÇA, SC; Torna público A PROVA  e o GABARITO OFICIAL  da prova realizada no dia 26 de julho de 2015.

Prova Conselho tutelar Palhoça 2015 (1)

Edital 001 CMDCA GABARITO

Homologação DEFINITIVA candidatos Eleição Unificada Conselho Tutelar de Palhoça

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, juntamente com a Secretaria de Assistência Social e o Prefeito Municipal de Palhoça, HOMOLOGA e Tornam Públicas as inscrições dos candidatos referentes ao Processo de Escolha do Conselho Tutelar para a gestão 2016/2020. Edital CMDCA nº 001/2015 Dispõe sobre o processo de escolha unificado dos Conselheiros Tutelares no Município de PALHOÇA/ SC.

.

 

INSCRIÇÃO CANDIDATO
001 Nazarete Beatriz Schütz Borges
002 Adriana da Rosa
003 Lorival Espindola
004 Daiani Cristina Estevam
005 Daiana Steinmetz
006 Odilia Maria marques Steinmetz
007 Napoleão do Carmo Portela
008 Fabiana Maria dos Reis
009 Débora Cristina da Silva
010 Vanessa Nunes Silva
011 Ivan Carlos Luz
012 Vitória Rodrigues do Montte
013 Cidiane Roberta Martinho
014 Karla Barcellos Moreira
         015 Emmanuela Nadir Felipe da Silva
         016 Tamara do Nascimento

Palhoça /SC, 17 de julho de 2015.

Camilo Pagani Martins

PREFEITO MUNICIPAL

Maristela Aparecida da Silva Truppel

Coordenadora CMDCA – Palhoça – SC

 

COMISSÃO ESPECIAL ELEIÇÃO UNIFICADA CONSELHO TUTELAR/ CMDCA/Palhoça/SC

Secretaria Executiva do CMDCA. Av. Barão do Rio Branco, nº 235 – Centro – Palhoça

CANDIDATOS INSCRITOS PARA ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR

É importantíssimo que todos os candidatos inscritos interessados em realizar a prova leiam todo o edital, pois nele estão todas as regras e data da Eleição 2015.

Prova confirmada em data e horário conforme Edital 001/2015, DIA 26 (domingo) de julho de 2015, no horário das 14 horas às 18 horas.

Local Colégio Colégio Estadual Governador Ivo Silveira.  Av. Barão do Rio Branco, 96 – Centro, Palhoça – SC.

A abertura dos portões ocorrerá às 13 horas e o fechamento dos portões às 14 horas (horário de Brasília).

As provas serão iniciadas às 14 horas, após a aplicação dos procedimentos de segurança.

Ao todo:

3.3.3– – A Prova de Aferição consistirá de prova objetiva composta de 40 (quarenta) questões, com 5 (cinco) alternativas de respostas cada, sendo somente uma a correta, valendo 2 (dois) pontos cada questão, perfazendo o total de 80 (oitenta) pontos, e de uma prova discursiva versando sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, valendo o total de 20 (vinte) pontos.

3.3.4– Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem 50% (cinquenta por cento) dos pontos previstos para a prova objetiva, e 50% (cinquenta por cento) dos pontos previstos para a prova discursiva.

3.3.4.1 – Os candidatos aprovados na prova de aferição, e não impugnados pelo CMDCA, estarão aptos a participar do processo de votação.

De acordo com resolução CMDCA/Palhoça Nº.  011 /2015 COMISSÃO ESPECIAL ELEIÇÃO UNIFICADA CONSELHO TUTELAR/ CMDCA/Palhoça/SC:

Laura Mª dos Santos (Pró-Brejaru); Silnaide Stange (CEI Aririú da Formiga); Fernanda Moro Cechinel (Secretaria de Esporte e Cultura); Adriana Morsoletto (Secretaria de Pesca e Agricultura); Carolina Caldas de Freitas (Secretaria de Saúde).

Maristela Aparecida da Silva  Truppel

Coordenadora CMDCA – Palhoça/SC /GESTÃO 2014/2016

Sirlene de Farias

Secretária Executiva do CMDCA

Ministério Público Federal lança campanha contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

mpf-ms-abuso-logo

Dos casos de abuso sexual, 81% ocorreram em ambiente doméstico – o que reforça a constatação de que, em geral, o  abusador é próprio pai, padrasto ou familiar que convive com a vítima. Tal fator inibe a atuação das autoridades e torna a criança prisioneira de um ambiente de abusos e explorações sexuais reiteradas.

Com a internet, o contexto de abuso e exploração sexual infantil ganhou novas dimensões. O acesso generalizado a computadores e smartphones ampliou o armazenamento e compartilhamento, via internet, de material envolvendo pornografia infanto-juvenil.

Para combater o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, começando pelo Mato Grosso do Sul, o Ministério Público Federal lançou a campanha “Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes – Marcas para a vida toda”.

A cartilha virtual objetiva surgiu para alertar toda a sociedade, especialmente pais e cuidadores, sobre cuidados simples que podem ser adotados para evitar abusos, bem como sinais físicos e comportamentais que podem indicar que uma criança ou adolescente sofreu ou está sofrendo abusos.

Clique AQUI para acessar a cartilha!

A participação de toda a sociedade, da imprensa e dos órgãos de proteção da infância e adolescência é fundamental para a redução dos casos de violência, que marcam crianças e adolescentes por toda a vida.

Veja abaixo o vídeo da campanha:

13 de julho- Aniversário do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)-25 anos.

“Crianças e adolescentes são sujeitos de direitos, sujeitos especiais porque pessoas em desenvolvimento. Prioridade absoluta.” – Conselho Municipal da Criança e do Adolescente/ Palhoça,SC

Hoje dia 13 de julho, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completa 25 anos. Desde a sua promulgação, crianças e adolescente passaram a ser sujeitos de direitos e prioridade absoluta, tendo a preferência assegurada no atendimento nos serviços públicos e na formulação/execução de políticas públicas, além da destinação privilegiada de recursos. Mas, apesar da existência da lei persistem as violações às crianças e adolescentes.

Houve uma série de conquistas importantes no Município de Palhoça na área dos direitos infanto-juvenis. Além de celebrar esses avanços, essa data também serve como um momento de reflexão, de análise dos obstáculos para a efetivação desses direitos e de planejamento de novas iniciativas inovadoras.

Até este momento, ainda são centenas  de meninos e meninas tendo seus direitos fundamentais violados, submetidos à situações de trabalho infantil, abuso e exploração sexual,  da distorção idade/série da rede ensino, além de discriminações em função da raça, cor, etnia e orientação sexual, dentre outras.

É preciso avançar em termos de direitos fundamentais previstos no ECA, e ficarmos em constante vigilância para que não haja retrocessos na lei.

O dia 13 de julho não somente celebra as conquistas do Estatuto da Criança e do Adolescente, mas faz um alerta de que a família, a sociedade e o Estado têm muito a contribuir na defesa e garantia dos direitos humanos de crianças e adolescentes.

Texto: Comissão de Comunicação e Divulgação CMDCA/PH: Laura Maria dos Santos; Fernanda Moro Cechinel; Miriam Duarte dos Santos; Adriana Morsoletto; Carolina Caldas de Freitas

Comissão para o Plano Municipal de Atendimento Socioeducativo Municipal

  1. a) Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

Titular: Adriana Morsoletto

Suplente: Miriam Duarte dos Santos

  1. b) Secretaria de Educação
  2.  Titular: Miriam Raimundo Faust da Silva
  3. Suplente: Luciane Marques Nunes
  1. c) Secretaria de Esporte e Cultura

Titular: Carlos Alberto Erikson; Substituir –  Aline Gomes

Suplente: Célia Santana P. de Souza  Substituir –  Ari Paulo Donatello

d) Secretaria de Saúde e Medicina Preventiva

Titular: Josielly Pinheiro Westphal

Suplente: Sandra Ribeiro de Abreu

  1. e) Secretaria de Assistência Social:

Titular: Luciana Maria da Silva; Suplente: Rosi Meri da Silva

  1. f) Secretaria de Habitação

Titular: Bianca L. Luiz; Substituir- 2015

Suplente: Fábio Flávio Martins- Substituir 2015

  1. g) Conselho Tutelar

Titular: AngelaFabiola Suates F. Luz

Suplente: Daini C. Estevam

Maristela Truppel

COORDENADORA GERAL CMDCA/PH

Publicação / DOM 14 de outubro edição 1592